Curso Desenvolvimento Web com HTML, CSS e JavaScript > apostila > Capitulo 07

Seletores mais específicos e herança

Durante o curso veremos outros tipos de seletores. Por hora veremos um seletor que deixa nossa estilização um pouco mais precisa do que fazemos agora.

Vamos com o exemplo a seguir:

HTML:

<img src="img/logo-musicdot" atl="Logo da MusicDot">

<figure>
    <img src="img/matriz-musicdot" alt="Foto da matriz da MusicDot">
    <figcaption>Matriz da MusicDot</figcaption>
</figure>

<figure>
    <img src="img/familia-tupfeln" alt="Foto da família Tupfeln">
    <figcaption>Família Tüpfeln</figcaption>
</figure>

CSS:

img {
    width: 300px;
}

No código acima estamos aplicando uma largura de 300px para todas as tags <img>. Mas e se nós só quisermos aplicar essa largura apenas para as imagens que estão nas figuras? É aí que entra o seletor mais específico:

figure img {
    width: 300px;
}

Agora estamos aplicando a largura de 300px apenas às imagens que são filhas de uma tag <figure>.

Outra forma de selecionar elementos mais específicos é usando o atributo id="" nos elementos que queremos estilizar e depois fazer a chamada de seletor de id:

HTML:

<img src="img/logo-musicdot" atl="Logo da MusicDot">

<figure>
    <img src="img/matriz-musicdot" alt="Foto da matriz da MusicDot" id="matriz-musicdot">
    <figcaption>Matriz da MusicDot</figcaption>
</figure>

<figure>
    <img src="img/familia-tupfeln" alt="Foto da família Tupfeln" id="familia-tupfeln">
    <figcaption>Família Tüpfeln</figcaption>
</figure>

CSS:

#matriz-musicdot {
    width: 300px;
}

#familia-tupfeln {
    width: 300px;
}

Só que não é recomendado o uso de id para a estilização de elementos já que a idéia do atributo é para fazer uma referência única na página como fizemos na parte dos links. Quando queremos estilizar elementos específicos é melhor utilizar o atributo class="". O comportamento no CSS será idêntico ao do atributo id="", mas class foi feito para ser usado no CSS e no JavaScript.

Arrumando o exemplo anterior, usando classes:

HTML:

<img src="img/logo-musicdot" atl="Logo da MusicDot">

<figure>
    <img src="img/matriz-musicdot" alt="Foto da matriz da MusicDot" class="matriz-musicdot">
    <figcaption>Matriz da MusicDot</figcaption>
</figure>

<figure>
    <img src="img/familia-tupfeln" alt="Foto da família Tupfeln" class="familia-tupfeln">
    <figcaption>Família Tüpfeln</figcaption>
</figure>

CSS:

.matriz-musicdot {
    width: 300px;
}

.familia-tupfeln {
    width: 300px;
}

Grau de especificidade de um seletor

Existe uma coisa muito importante no CSS que precisamos tomar cuidado é o grau de especificidade de um seletor. Isto é, a prioridade de interpretação de um seletor pelo navegador. Para entender estas regras de especificidade de um selector, ao criarmos um seletor de tag a sua pontuação se torna 1. Quando usamos um seletor de classe sua pontuação se torna 10. Quando usamos um seletor de id sua pontuação se torna 100. Ao fim, o navegador soma a pontuação dos seletores aplicados à um elemento, e as propriedades com o seletor de maior pontuação são as que valem.

<body>
    <p class="paragrafo" id="paragrafo-rosa">Texto</p>
</body>
p { /* Pontuação 1 */
    color: blue;
}

.paragrafo { /* Pontuação 10 */
    color: red;
}

#paragrafo-rosa { /* Pontuação 100 */
    color: pink;
}

No exemplo acima o parágrafo vai ficar com a cor rosa porque o seletor que tem a cor rosa é o seletor de maior pontuação.

Quando elementos possuem a mesma pontuação quem prevalece é a propriedade do último seletor:

p { /* Pontuação 1 */
    color: blue;
}

p { /* Pontuação 1 */
    color: red;
}

No exemplo acima a cor do parágrafo será vermelha.

Podemos também somar os pontos para deixar nosso seletor mais forte:

body p { /* Seletor de tag + outro seletor de tag = 2 pontos */
    color: brown;
}

p { /* Pontuação 1 */
    color: blue;
}

No exemplo acima nós deixamos nosso seletor mais específico para os <p> que estão dentro de uma tag<body>, portanto a cor do parágrafo será marrom.

Em resumo:

Quanto mais específico é o nosso seletor, maior sua pontuação no nível de especificidade do CSS. Portanto devemos sempre trabalhar com uma baixa especificidade, para que não seja impossível sobrescrever valores quando necessário em uma situação específica.

Herança

A cascata do CSS, significa justamente a possibilidade de elementos filhos herdarem características de estilização de elementos superiores, estas definidas por suas propriedades, que podem ou não passar aos seus descendentes seus valores.

Vamos ver o exemplo de código a seguir:

<!DOCTYPE html>
<html>
<head>
    <meta charset="UTF-8">
    <title>Um exemplo</title>
</head>
<body>
    <p>Uma breve explicação de algo com um <a href="https://google.com.br">link</a> para uma referência de outra página</p>
    <figure>
        <img src="img/foto" alt="Uma foto">
        <figcaption>Uma foto</figcaption>
    </figure>
</body>
</html>

Vamos mudar a família da fonte de toda a página. Uma maneira que podemos fazer é selecionar todas as tags que contém text (<p>, <a> e <figcaption>) e colocar a família de fonte que queremos:

p {
    font-family: 'Helvetica', sans-serif;
}

a {
    font-family: 'Helvetica', sans-serif;
}

figcaption {
    font-family: 'Helvetica', sans-serif;
}

Mas isso dá muito trabalho e estamos repetindo código. Ao invés de colocar essa propriedade em cada um dos elementos textuais da nossa página, podemos colocar no elemento superior a estas tags, neste caso é o elemento <body>.

body {
    font-family: 'Helvetica', sans-serif;
}

No exemplo acima todos os elementos filhos da tag <body> vão receber a propriedade font-family: e isso é o que nós chamamos de herança. Herança acontece quando elementos herdam propriedades dos elementos acima deles (elementos pai).

Obs: Para saber se uma propriedade deixa herança ou não, é possível consultar na sua especificação ou no site MDN https://developer.mozilla.org/.

Para saber mais: o valor inherit

Imagine que temos a seguinte divisão com uma imagem:

<div>
    <img src="box-model.png" alt="box model">
</div>
div {
    border: 2px solid;
    border-color: red;
    width: 30px;
    height: 30px;
}

Queremos que a imagem preencha todo o espaço da <div>, mas as propriedades width e height não são aplicadas em cascata, sendo assim, somos obrigados a definir o tamanho da imagem manualmente:

img {
    width: 30px;
    height: 30px;
}

Esta não é uma solução sustentável, porque, caso alterarmos o tamanho da <div>, teremos que lembrar de alterar também o tamanho da imagem. Uma forma de resolver este problema é utilizando o valor inherit para as propriedades width e height da imagem:

img {
    width: inherit;
    height: inherit;
}

O valor inherit indica para o elemento filho que ele deve utilizar o mesmo valor presente no elemento pai, sendo assim, toda vez que o tamanho do elemento pai for alterado, automaticamente o elemento filho herdará o novo valor, facilitando assim, a manutenção do código.

Lembre-se de que o inherit também afeta propriedades que não são aplicadas em cascata.