Capítulo 11

Herança Múltipla e Interfaces

Imagine que um Sistema de Controle do Banco pode ser acessado, além dos Gerentes, pelos Diretores do Banco. Teríamos uma classe Diretor.

class Diretor(Funcionario):

    def autentica(self, senha):
        # verifica se a senah confere

E a classe Gerente:

class Gerente(Funcionario):

    def autentica(self, senha):
        # verifica se a senha confere e também se o seu departamento tem acesso

Repare que o método de autenticação de cada tipo de Funcionario pode variar muito. Mas vamos aos problemas. Considere o SistemaInterno e seu controle: precisamos receber um Diretor ou Gerente como argumento, verificar se ele se autentica e colocá-lo dentro do sistema.

Vimos que podemos utilizar a função hasattr() para verificar se um objeto possui o método autentica():

class SistemaInterno:

    def login(self, funcionario):
        if(hasattr(obj, 'autentica')):
            # chama método autentica
        else:
            # imprime mensagem de ação inválida

Mas podemos esquecer, no futuro, quando modelar a classe Presidente (que também é um funcionário e autenticável), de implementar o método autentica(). Não faz sentido colocarmos o método autentica() na classe Funcionario já que nem todo funcionário é autenticável.

Uma solução mais interessante seria criar uma classe no meio da árvore de herança, a FuncionarioAutenticavel:

class FuncionarioAutenticavel(Funcionario):

    def autentica(self, senha):
        # verifica se a senha confere

E as classes Diretor, Gerente e qualquer outro tipo de FuncionarioAutenticavel que vier a existir em nosso sistema bancário passaria a estender de FuncionarioAutenticavel. Repare que FuncionarioAutenticavel é forte candidata a classe abstrata. Mais ainda, o método autentica() poderia ser um método abstrato.

O uso de herança simples resolve o caso, mas vamos a uma outra situação um pouco mais complexa: todos os clientes também devem possuir acesso ao SistemaInterno. O que fazer?

Uma opção é fazer uma herança sem sentido para resolver o problema, por exemplo, fazer Cliente estender de FuncionarioAutenticavel. Realmente resolve o problema, mas trará diversos outros. Cliente definitivamente não é um FuncionarioAutenticavel. Se você fizer isso, o Cliente terá, por exemplo, um método get_bonificacao(), um atributo salario e outros membros que não fazem o menor sentido para esta classe.

Precisamos, para resolver este problema, arranjar uma forma de referenciar Diretor, Gerente e Cliente de uma mesma maneira, isto é, achar um fator comum.

Se existisse uma forma na qual essas classes garantissem a existência de um determinado método, através de um contrato, resolveríamos o problema. Podemos criar um "contrato" que define tudo o que uma classe deve fazer se quiser ter um determinado status. Imagine:

contrato Autenticavel

    - quem quiser ser Autenticavel precisa saber fazer:
        autenticar dada uma senha, devolvendo um booleano

Quem quiser pode assinar este contrato, sendo assim obrigado a explicar como será feita essa autenticação. A vantagem é que, se um Gerente assinar esse contrato, podemos nos referenciar a um Gerente como um Autenticavel.

Como Python admite herança múltipla podemos criar a classe Autenticavel:

class Autenticavel:

    def autentica(self, senha):
        # verifica se a senha confere

E fazer Gerente, Diretor e Cliente herdarem essa classe:

class Gerente(Funcionario, Autenticavel):
    # código omitido

class Diretor(Funcionario, Autenticavel):
    # código omitido

class Cliente(Autenticavel):
    # código omitido

Ou seja, Gerente e Diretor além de funcionários são autenticáveis! Assim, podemos utilizar o SistemaInterno para funcionários autenticáveis e clientes:

class SistemaInterno:

    def login(self, obj):
        if(hasattr(obj, 'autentica')):
            obj.autentica()
            return True
        else:
            print('{} não é autenticável'.format(self.__class__.__name__))
            return False

if __name__ == '__main__':
    diretor = Diretor('João', '111111111-11', 3000.0, '1234')
    gerente = Gerente('José', '222222222-22', 5000.0, '1235')
    cliente = Cliente('Maria', '333333333-33', '1236')

    sistema = SistemaInterno()
    sistema.login(diretor)
    sistema.login(gerente)
    sistema.login(cliente)

Note que uma classe pode herdar de muitas outras classes. Mas vamos aos problemas que isso pode gerar. Por exemplo, várias classes podem possuir o mesmo método.

11.1 Problema do diamante

O exemplo anterior pode parecer uma boa maneira de representar classes autenticáveis, mas se começássemos a estender esse sistema, logo encontraríamos algumas complicações. Em um banco de verdade, as divisões entre gerentes, diretores e clientes nem sempre são claras. Um Cliente, por exemplo, pode ser um Funcionario, um Funcionario pode ter outras subcategorias como fixos e temporários.

No Python, é possível que uma classe herde de várias outras classes. Poderíamos, por exemplo, criar uma classe A, que será superclasse das classes B e C. A herança múltipla não é muito difícil de entender se uma classe herda de várias classes que possuem propriedades completamente diferentes, mas as coisas ficam complicadas se duas superclasses implementam o mesmo método ou atributo.

Se as classes B e C herdarem a classe A e classe D herdar as classes B e C, e as classes B e C têm um método m2(), qual método a classe D herda?

class A:
    def m1(self):
        print('método de A')

class B(A):
    def m2(self):
        print('método de B')

class C(A):
    def m2(self):
        print('método de C')                

class D(B, C):
    pass

Essa ambiguidade é conhecida como o problema do diamante, ou problema do losango, e diferentes linguagens resolvem esse problema de maneiras diferentes. O Python segue uma ordem específica para percorrer a hierarquia de classes e essa ordem é chamada de MRO: Method Resolution Order (Ordem de Resolução de Métodos).

Toda classe tem um atributo __mro__ que retorna uma tupla de referências das superclasses na ordem MRO - da classe atual até a classe object. Vejamos o MRO da classe D:

print(D.mro())

Saída:

(<class '__main__.D'>, <class '__main__.B'>, <class '__main__.C'>, <class '__main__.A'>, <class 'object'>)

A ordem é sempre da esquerda para direita. Repare que o Python vai procurar a chamada do método m2() primeiro na classe D, não encontrando vai procurar em B (a primeira classe herdada). Caso não encontre em B, vai procurar em C e só então procurar em A - e por último na classe object.

Também podemos acessar o atributo __mro__ através do método mro() chamado pela classe que retorna uma lista ao invés de uma tupla:

print(D.mro())

saída:
[<class '__main__.D'>, <class '__main__.B'>, <class '__main__.C'>, <class '__main__.A'>, <class 'object'>]

Portanto, seguindo o MRO, a classe D chama o método m2() da classe B:

d = D()
d.m1()
d.m2()

Saída:

método de A
método de B

Felizmente, a função super() sabe como lidar de forma inteligente com herança múltipla. Se usá-la dentro do método todos os métodos das superclasses devem ser chamados seguindo o MRO.

class A:
    def m1(self):
        print('método de A')

class B(A):

    def m1(self):
        super().m1()

    def m2(self):
        print('método de B')

class C(A):
    def m1(self):
        super().m1()

    def m2(self):
        print('método de C')                

class D(B, C):
    def m1(self):
        super().m1()

    def m2(self):
        super().m2()       

if __name__ == '__main__':
    d = D()
    d.m1()
    d.m2()

Gera a saída:

método de A
método de B

Já conhece os cursos online Alura?

A Alura oferece centenas de cursos online em sua plataforma exclusiva de ensino que favorece o aprendizado com a qualidade reconhecida da Caelum. Você pode escolher um curso nas áreas de Programação, Front-end, Mobile, Design & UX, Infra e Business, com um plano que dá acesso a todos os cursos. Ex-aluno da Caelum tem 15% de desconto neste link!

Conheça os cursos online Alura.

11.2 Mix-ins

Se usarmos herança múltipla, geralmente é uma boa idéia projetarmos nossas classes de uma maneira que evite o tipo de ambiguidade descrita acima - apesar do Python possuir o MRO, em sistemas grandes a herança múltipla ainda pode causar muitos problemas.

Uma maneira de fazer isso é dividir a funcionalidade opcional em mix-ins. Um mix-in é uma classe que não se destina a ser independente - existe para adicionar funcionalidade extra a outra classe através de herança múltipla. A ideia é que classes herdem estes mix-ins, essas "misturas de funcionalidades".

Por exemplo, nossa classe Autenticavel pode ser um mix-in já que ela existe apenas para acrescentar a funcionalidade de ser autenticável, ou seja, para herdar seu método autentica.

Nossa classe Autenticavel já se comporta como um Mix-In. No Python não existe uma maneira específica de criar mix-ins. Os programadores, por convenção e para deixar explícito a classe como um mix-in, colocam o termo 'MixIn' no nome da classe e utilizam através de herança múltipla:

class AutenticavelMixIn:
    def autentica(self, senha):
        # verifica senha

Cada mix-in é responsável por fornecer uma peça específica de funcionalidade opcional. Podemos ter outros mix-ins no nosso sistema:

class AtendimentoMixIn:
    def cadastra_atendimento(self):
        # faz cadastro atendimento

    def atende_cliente(self):
        # faz atendimento

class HoraExtraMixIn:

    def calcula_hora_extra(self, horas):
        # calcula horas extras

E podemos misturá-los nas classes de nosso sistema:

class Gerente(Funcionario, AutenticavelMixIn, HoraExtraMixIn):
    pass

class Diretor(Funcionario, AutenticavelMixIn):
    pass

class Cliente(AutentivavelMixIn):
    pass    

class Escriturario(Funcionario, AtentimentoMixIn):
    pass

Repare que nossos mix-ins não tem um método __init__() . Muitos mix-ins apenas fornecem métodos adicionais mas não inicializam nada. Isso às vezes significa que eles dependem de outras propriedades que já existem em suas filhas. Cada mix-in é responsável por fornecer uma peça específica de funcionalidade opcional - é um jeito de compor classes.

Poderíamos estender este exemplo com mais misturas que representam a capacidade de pagar taxas, a capacidade de ser pago por serviços, e assim por diante - poderíamos então criar uma hierarquia de classes relativamente plana para diferentes tipos de classes de funcionário que herdam Funcionario e alguns mix-ins .

Essa é uma das abordagens de se usar herança múltipla mas ela é bastante desencorajada. Caso você utilize, opte por Mix Ins sabendo de suas desvantagens. Usado em sistemas grandes podem ocorrer colisões com nomes de métodos, métodos substituídos acidentalmente, hierarquia de classe pouco clara e dificuldade de ler e entender classes compostas por muitos mix-ins, dentre outras desvantagens. O problema da herança múltipla permanece.

Outra abordagem possível é definir funções fora de classes, digamos em um módulo e fazer chamadas dessas funções passando nossos objetos. Mas isso é um afastamento radical do paradigma orientado a objetos que é baseada em métodos definidos dentro das classes.

11.3 Para sabe mais - Tkinter

Tkinter é um framework que faz parte da biblioteca padrão do Python utilizado para criar interface gráfica. É um caso onde mix-ins trabalham bem já que se trata de um pequeno framework, mas também é suficientemente grande para que seja possível ver o problema. Veja um exemplo de parte de sua hierarquia de classe:

Essa figura mostra parte do complicado modelo de classes utilizando herança múltipla do pacote Tkinter. A setas representam o MRO que deve iniciar na classe Text. A classe Text implementa um campo de texto editável e tem muitas funcionalidades próprias, além de herdar muitos métodos de outras classes.

Uma outra classe do pacote que não aparece neste diagrama é a Label, utilizada para mostrar um texto ou bitmap na tela. Você pode testar no Pycharm, aproveitando a ferramenta de autocomplete, chamando Tkinter.Label. e a IDE vai te mostrar 181 sugestões de atributos em uma única classe! Ou você pode utilizar a função help() para checar a origem de cada um deles.

from tkinter import *

help(Label)

Esse pacote tem mais de 20 anos e é um exemplo de como a herança múltipla era utilizada quando os programadores não consideravam suas desvantagens. Apesar da maioria das classes se comportarem como mix-ins, o padrão de nomenclatura não era utilizado. Felizmente, o Tkinter é um framework estável.

11.4 (Opcional) Exercícios - Mix-Ins

  1. Nosso banco precisa tributar dinheiro de alguns bens que nossos clientes possuem. Para isso vamos criar uma classe Tributavel:

     class Tributavel:
    
         def get_valor_imposto(self):
             pass
    

    Lemos essa classe da seguinte maneira: "Todos que quiserem ser tributável precisam saber retornar o valor do imposto". Alguns bens são tributáveis e outros não, ContaPoupanca não é tributável, já para ContaCorrente você precisa pagar 1% da conta e o SeguroDeVida tem uma faixa fixa de 50 reais mais 5%. do valor do seguro.

  2. Torne a classe Tributavel um mix-in:

     class TributavelMixIn:
    
         def get_valor_imposto(self)
             pass
    
  3. Faça a classe ContaCorrente herdar da classe TributavelMixIn. Crie a classe SeguroDeVida:

     class ContaCorrente(Conta, TributavelMixIn):
         # código omitido
    
         def get_valor_imposto(self):
             return self._saldo * 0.01
    
     class SeguroDeVida(TributavelMixIn):
         def __init__(self, valor, titular, numero_apolice):
             self._valor = valor
             self._titular = titular
             self._numero_apolice = numero_apolice
    
         def get_valor_imposto(self):
             return 42 + self._valor * 0.05
    
  4. Vamos criar a classe ManipuladorDeTributaveis em um arquivo chamado manipulador.py. Essa classe deve ter um método chamado calcula_imposto() que recebe umas lista de tributáveis e retorna o total de impostos cobrados:

     class ManipuladorDeTributaveis:
    
         def calcula_impostos(self, lista_tributaveis):
             total = 0
             for t in lista_tributaveis:
                 total += t.get_valor_imposto()
    
             return total
    
  5. Ainda no arquivo manipulador.py, vamos testar o código. Crie alguns objetos de ContaCorrente e de SeguroDeVida. Em seguida, crie uma lista de tributáveis e insira seus objetos nela. Instancie um ManipuladorDeTributaveis e chame o método calcula_impostos() passando a lista de tributáveis criada e imprima o valor total dos impostos:

     if __name__ == '__main__':
         from conta import ContaCorrente, SeguroDeVida, TributavelMixIn
    
         cc1 = ContaCorrente('123-4', 'João', 1000.0)
         cc2 = ContaCorrente('123-4', 'José', 1000.0)
         seguro1 = SeguroDeVida(100.0, 'José', '345-77')
         seguro2 = SeguroDeVida(200.0, 'Maria', '237-98')
    
         lista_tributaveis = []
         lista_tributaveis.append(cc1)
         lista_tributaveis.append(cc2)
         lista_tributaveis.append(seguro1)
         lista_tributaveis.append(seguro2)
    
         manipulador = ManipuladorDeTributaveis()
         total = manipulador.calcula_impostos(lista_tributaveis)
    
         print(total)
    

Vimos que herança múltipla pode ser perigosa e se nosso sistema crescer pode gerar muita confusão e conflito de nomes de métodos. Uma maneira mais eficaz nestes casos é usar classes abstratas como interfaces que veremos a seguir.

Você pode também fazer o curso PY-14 dessa apostila na Caelum

Querendo aprender ainda mais sobre? Esclarecer dúvidas dos exercícios? Ouvir explicações detalhadas com um instrutor?
A Caelum oferece o curso PY-14 presencial nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, além de turmas incompany.

Consulte as vantagens do curso Python e Orientação a Objetos

11.5 Intefaces

O Python não possui uma palavra reservada interface. Mesmo sem uma palavra reservada para interface toda classe tem uma interface. São os atributos públicos definidos (que em Python são tanto atributos quanto métodos) em uma classe - isso inclui os métodos especiais como __str__() e __add__().

Uma interface vista como um conjunto de métodos para desempenhar um papel é o que os programadores da SmallTalk chamavam de protocolo e este termo foi disseminado em comunidades de programadores de linguagens dinâmicas. Esse protocolo funciona como um contrato.

Os protocolos são independentes de herança. Uma classe pode implementar vários protocolos, como os mix-ins. Protocolos são interfaces e são definidos apenas por documentação e convenções em linguagens dinâmicas, por isso são considerados informais. Os protocolos não podem ser verificados estaticamente pelo interpretador.

O método __str__(), por exemplo, é esperado que retorne uma representação do objeto em forma de string. Nada impede de fazermos outras coisas dentro do método como deletar algum conteúdo, fazer algum cálculo, etc... ao invés de retornarmos apenas a string. Mas há um entendimento prévio comum do que este método deve fazer e está presente na documentação do Python. Este é um exemplo onde o contrato semântico é descrito em um manual. Algumas linguagens de tipagem estática, como Java, possuem interfaces em sua biblioteca padrão e podem garantir este contrato em tempo de compilação.

A partir do Python 2.6 a definição de interfaces utilizando o módulo ABC é uma solução mais elegante do que os mix-ins. Nossa classe Autenticavel pode ser uma classe abstrata com o método abstrato autentica():

import abc

class Autenticavel(abc.ABC):

    @abc.abstractmethod
    def autentica(self, senha):
        pass

Como se trata de uma interface em uma linguagem de tipagem dinâmica como o Python, a boa prática é documentar esta classe garantindo o contrato semântico:

import abc

class Autenticavel(abc.ABC):
    """Classe abstrata que contém operações de um objeto autenticável.

    As subclasses concretas devem sobrescrever o método autentica
    """

    @abc.abstractmethod
    def autentica(self, senha):
        """ Método abstrato que faz verificação da senha
        return True se a senha confere, e False caso contrário.
        """

E nossas classes Gerente, Diretor e Cliente herdariam a classe Autenticavel. Mas qual a diferença de herdar muitos mix-ins e muitas ABCs? Realmente, aqui não há grande diferença e voltamos ao problema anterior dos mix-ins - muito acoplamento entre classes que gera a herança múltipla.

Mas a novidade das ABCs é seu método register(). As ABCs introduzem uma subclasse virtual, que são classes que não herdam de uma classe mas são reconhecidas pelos métodos isinstance() e issubclass(). Ou seja, nosso Gerente não precisa herdar a classe Autenticavel, basta registrarmos ele como uma implementação da classe Autenticavel.

Autenticavel.register(Gerente)

E testamos os métodos isinstance() e issubclass() com uma instância de Gerente:

gerente = Gerente('João', '111111111-11', 3000.0)
print(isinstance(Autenticavel))
print(issubclass(Autenticavel))

que vai gerar a saída:

True
True

O Python não vai verificar se existe uma implementação do método autentica em Gerente quando registrarmos a classe. Ao registrarmos a classe Gerente como uma Autenticavel, prometemos ao Python que a classe implementa fielmente a nossa interface Autenticavel definida. O Python vai acreditar nisso e retornar True quando os métodos isinstance() e issubclass() forem chamados. Se mentirmos, ou seja, não implementarmos o método autentica() em Gerente, uma exceção será lançada quando tentarmos chamar este método.

Vejamos um exemplo com a classe Diretor. Não vamos implementar o método autentica() e registrar uma instância de Diretor como um Autenticavel:

class Diretor(Funcionario):
    # código omitido

if __name__ == '__main__':
    Autenticavel.register(Diretor)

    d = Diretor('José', '22222222-22', 3000.0)

    d.autentica('?')

E temos como saída:

Traceback (most recent call last):
  File <stdin>, line 47, in <module>
    d.autentica('?')  
AttributeError: 'Diretor' object has no attribute 'autentica'

Novamente, podemos tratar a exceção ou utilizar os métodos isinstance() ou issubclass() para verificação. Apesar de considerada má práticas por muitos pythonistas, o módulo de classes abstratas justifica a utilização deste tipo de verificação. A verificação não é de tipagem, mas se um objeto está de acordo com a interface:

if __name__ == '__main__':
    Autenticavel.register(Diretor)

    d = Diretor('José', '22222222-22', 3000.0)

    if(isinstance(d, Autenticavel)):
        d.autentica('?')
    else:
        print("Diretor não implementa a interface Autenticavel")

e portanto, nossa classe SistemaInterno ficaria assim:

from autenticavel import Autenticavel

class SistemaInterno:

    def login(self, obj):
        if(isinstance(obj, Autenticavel)):
            obj.autentica(obj.senha)
            return True
        else:
            print("{} não é autenticável".format(self.__class__.__name__))
            return False

Dessa maneira fugimos da herança múltipla e garantimos um contrato, um protocolo. Classes abstratas complementam o duck typing provendo uma maneira de definir interfaces quando técnicas como usar hasattr() são ruins ou sutilmente erradas. Você pode ler mais a respeito no documento da PEP que introduz classes abstratas - é a PEP 3119 e você pode acessar seu conteúdo neste link: https://www.python.org/dev/peps/pep-3119/

Algumas ABCs também podem prover métodos concretos, ou seja, não abstratos. Por exemplo, a classe Interator do módulo collections da biblioteca padrão do Python possui um método __iter__() retornando ele mesmo. Esta ABC pode ser considerada uma classe mix-in.

O Python já vem com algumas estruturas abstratas (ver módulos collections, numbers e io).

11.6 Exercícios - Interfaces e classes Abstratas

  1. Nosso banco precisa tributar dinheiro de alguns bens que nossos clientes possuem. Para isso vamos criar uma classe Tributavel no módulo tributavel.py:

     class Tributavel:
    
         def get_valor_imposto(self):
             pass
    

    Lemos essa classe da seguinte maneira: "Todos que quiserem ser tributável precisam saber retornar o valor do imposto". Alguns bens são tributáveis e outros não, ContaPoupanca não é tributável, já para ContaCorrente você precisa pagar 1% da conta e o SeguroDeVida tem uma faixa fixa de 50 reais mais 5% do valor do seguro.

  2. Torne a classe Tributavel uma classe abstrata:

     import abc
    
     class Tributavel(abc.ABC):
    
         def get_valor_imposto(self)
             pass
    
  3. O método get_valor_imposto() também deve ser abstrato:

     import abc
    
     class Tributavel(abc.ABC):
    
         @abc.abstractmethod
         def get_valor_imposto(self, valor):
             pass
    
  4. Nada impede que os usuários de nossa classe tributavel implemente o método get_valor_imposto de maneira não esperada por nós. Então vamos acrescentar a documentação utilizando docstring que aprendemos no capítulo de módulos:

     import abc
    
     class Tributavel(abc.ABC):
         """ Classe que contém operações de um objeto autenticável
    
         As subclasses concretas devem sobrescrever o método get_valor_imposto.
         """
         @abc.abstractmethod
         def get_valor_imposto(self):
             """ aplica taxa de imposto sobre um determinado valor do objeto """
             pass
    
  5. Utiliza a função help() passando a classe Tributavel para acessar a documentação.

  6. Faça a classe ContaCorrente herdar da classe Tributavel. Crie a classe SeguroDeVida com os atributos valor, titulare numero_apolice que também deve ser um tributável. Implemente o método get_valor_imposto() de acordo com a regra de negócio definida pelo exercício:

     class ContaCorrente(Conta, Tributavel):
         # código omitido
    
         def get_valor_imposto(self):
             return self._saldo * 0.01
    
     class SeguroDeVida(Tributavel):
         def __init__(self, valor, titular, numero_apolice):
             self._valor = valor
             self._titular = titular
             self._numero_apolice = numero_apolice
    
         def get_valor_imposto(self):
             return 50 + self._valor * 0.05
    
  7. Vamos criar a classe ManipuladorDetributaveis em um arquivo chamado manipulador_tributaveis.py. Essa classe deve ter um método chamado calcula_imposto() que recebe umas lista de tributáveis e retorna o total de impostos cobrados:

     class ManipuladorDeTributaveis:
    
         def calcula_impostos(self, lista_tributaveis):
             total = 0
             for t in lista_tributaveis:
                 total += t.get_valor_imposto()
             return total
    
  8. Nossas classes ContaCorrente e SeguraDeVida já implementam o método get_valor_imposto(). Vamos instanciar cada umas delas e testar a chamada do método:

     if __name__ == '__main__':
         cc = ContaCorrente('123-4', 'João', 1000.0)
         seguro = SeguroDeVida(100.0, 'José', '345-77')
    
         print(cc.get_valor_imposto())
         print(seguro.get_valor_imposto())
    
  9. Crie uma lista com os objetos criados no exercício anterior, instancie um objeto do tipo list e passe a lista chamando o método calcula_impostos().

     if __name__ == '__main__':
    
         # código omitido
    
         lista_tributaveis = []
         lista_tributaveis.append(cc)
         lista_tributaveis.append(seguro)
    
         mt = ManipuladorDeTributaveis()
         total = mt.calcula_impostos(lista_tributaveis)
         print(total)
    
  10. Nosso código funciona, mas ainda estamos utilizando herança múltipla! Vamos melhorar nosso código. Faça com que ContaCorrente e SeguroDeVida não mais herdem da classe Tributavel. Vamos registrar nossas classes ContaCorrente e SeguroDeVida como subclasses virtuais de Tributavel, de modo que funcione como uma interface.

     class ContaCorrente(Conta):
         # código omitido
    
     class SeguroDeVida:
         # código omitido
    
     if __name__ == '__main__':
         from tributavel import Tributavel
    
         cc = ContaCorrente('João', '123-4')
         cc.deposita(1000.0)
    
         seguro = SeguroDeVida(100.0, 'José', '345-77')
    
         Tributavel.register(ContaCorrente)
         Tributavel.register(SeguroDeVida)
    
         lista_tributaveis = []
         lista_tributaveis.append(cc)
         lista_tributaveis.append(seguro)
    
         mt = ManipuladorDeTributaveis()
         total = mt.calcula_impostos(lista_tributaveis)
         print(total)
    
  11. Modifique o método calcula_impostos() da classe ManipuladorDeTributaveis para checar se os elementos da listas são tributáveis através do método isinstance(). Caso um objeto da lista não seja um tributável, vamos imprimir uma mensagem de erro e apenas os tributáveis serão somados ao total:

     class ManipuladorDeTributaveis:
    
         def calcula_impostos(self, lista_tributaveis):
             total = 0
             for t in lista_tributaveis:
                 if(isinstance(t, Tributavel)):
                     total += t.get_valor_imposto()
                 else:
                     print(t.__repr__(), "não é um tributável")    
             return total
    

    Teste novamente com a lista de tributáveis que fizemos no exercício anterior e veja se tudo continua funcionando.

  12. ContaPoupanca não é um tributável. Experimente instanciar uma ContaPoupanca, adicionar a lista de tributáveis e calcular o total de impostos através do ManipuladorDetributaveis:

     if __name__ == '__main__':
         #código omitido do exercício anterior omitido
    
         cp = ContaPoupanca('123-6', 'Maria')
         lista_tributaveis.append(cp)
    
         total = mt.calcula_impostos(lista_tributaveis)
         print(total)
    

    O que acontece?

  13. (Opcional) Agora além de ContaCorrente e SeguroDeVida nossa ContaInvestimento também deve ser um tributável, cobrando 3% do saldo. Instancie uma ContaInvestimento e registre a classe ContaInvestimento como tributável. Adicione a ContaInvestimento criada na lista de tributáveis do exercício anterior e calcule o total de impostos através do ManipuladorDeTributaveis.

Neste capítulo aprendemos sobre herança múltipla e suas desvantagens mesmo utilizando mix-ins. Aprendemos utilizar classes abstratas como interfaces registrando as classes e evitando os problemas com a herança múltipla. Agora nossa classe abstrata Tributavel funciona como um protocolo. No capítulo sobre o módulo collections veremos na prática alguns conceitos vistos nestes capítulo.

Código

Resultado